Blumenauense será recebida pelo presidente da Alemanha

A arquiteta blumenauense Carolina Nunes estará em Berlim na quinta-feira para um encontro com o presidente alemão Frank-Walter Steinmeier, empossado no último dia 19 de março.

Ex-ministro das relações exteriores, Steinmeier concorreu ao cargo de chanceler em 2009, e é considerado hoje um dos políticos mais populares da Alemanha.

Carolina é uma das participantes do Bundeskanzler Stipendium, programa patrocinado pela chanceler alemã Angela Merkel, e destinado a jovens líderes de Brasil, Rússia, Índia, China e Estados Unidos. Tem como objetivo estreitar laços e construir a cooperação entre estes países e a Alemanha.

A arquiteta voltou sua pesquisa para o tema Rios e Cidades. Está levantando novas referências e fazendo diversos contatos com pesquisadores, ONGs, empresas e políticos. Seu projeto leva o nome Humanität – Cities as Human Habitats.

Na Alemanha desde julho do ano passado – com períodos de estudo na Holanda e Dinamarca -, Carolina está produzido vídeos, textos, fotos e áudios, compartilhados em diversas mídias. Além das pesquisas de campo, tem realizado diversas entrevistas com especialistas e se atualizado com a produção bibliográfica atual.

Na volta para o Brasil, o objetivo da arquiteta é trazer diretrizes, adaptadas para a realidade local. Carolina aposta nas novas formas de comunicação participativa, nas mídias sociais e vídeos. Espera que suas publicações e apresentações sejam utilizadas para embasar o poder público na tomada de decisões, e para conscientizar a sociedade civil.

Premiação

O presidente Steinmeier receberá Carolina e os demais pesquisadores do Stipendium no encontro de premiação da Fundação Alexander von Humboldt, que organiza o programa. A instituição promove a cooperação acadêmica entre cientistas de excelência e acadêmicos do exterior e da Alemanha.

A rede global de ex-alunos, com mais de 26 mil pesquisadores em 140 países – incluindo 54 vencedores do Prêmio Nobel -, é o maior patrimônio da Fundação.

Mais de 570 pesquisadores internacionais são hoje convidados da Fundação Humboldt, vindos de locais dos mais diversos como Grã-Bretanha, Camarões, Sri Lanka, França, China, Cuba, Estados Unidos e, claro, Brasil.

Já para o próximo mês, Carolina tem um encontro agendado com a própria Angela Merkel, no dia 18. Esse, envolvendo apenas os pesquisadores do Bundeskanzler Stipendium.